quinta-feira, 12 de maio de 2016

Carta aberta a Dilma Rousseff

Cara Dilma,

O dia amanheceu frio e cinzento em São Paulo, tem a cara deste momento, em que você sai do Palácio do Planalto, concluído o afastamento pelo processo de impeachment, segundo votou na madrugada o Senado.

Ouvi cedo lá fora os rojões de muitos brasileiros, que passaram a odiar seu governo e o do PT e têm razões para acreditar que tudo isso é justo e certo e que as coisas vão melhorar. Mas eu continuo cinzento e triste como o dia.

Estou cinzento e triste por conta da decepção. Porque o fim do seu governo, pelo qual votaram 54 milhões de brasileiros na última eleição, representa não apenas o afastamento da presidente, mas a conclusão de uma era, o fim de um sonho, da esperança de ver as coisas mudarem no Brasil.

Essa era começou com Lula e termina com Lula e você. Uma era em que se tinha esperança de uma política diferente, de um partido que sempre se opôs à corrupção e defendeu a melhoria da qualidade de vida dos mais pobres. Um projeto de gente com história pessoal que assegurava a honestidade de propósitos. Um projeto destinado a diminuir as desigualdades sociais e instalar uma nova forma de fazer política, em que a corrupção, o conchavo em benefício de interesses particulares, daria lugar ao espírito público e ao interesse da esmagadoria maioria pobre do povo brasileiro.

Quando assumiram o poder, já na primeira gestão Lula, vocês sabiam que tinham essa responsabilidade histórica. E tinham a força do voto popular para implantar seu projeto. Não podiam errar. E o primeiro erro foi colocar na mesma canoa o PMDB, representante da velha política brasileira. Tinha de dar certo. Porque, se desse errado, o Brasil cairia novamente no colo dos mesmos de sempre - e de um jeito pior.

E vocês erraram. Deixaram que a corrupção partisse do próprio núcleo do Estado, primeiro pela sistemática de pagar em moeda sonante por apoio político: o mensalão.


Daí em diante, as portas da corrupção foram se escancarando. A Petrobras, considerada uma empresa inexpugnável, foi sugada até a inanição. Arruinou-se o BNDES. Onde se olha no governo do PT, em seu quarto mandato, se vê a associação espúria com o velho Brasil.

Os ganhos sociais, que começaram a aparecer no governo Lula, foram perdidos. A ideia de programas assistencialistas não podia existir sem outras providências: o controle do gasto público, o investimento em saúde, educação, emprego.

Por algum tempo, vocês tiveram o sonho nas mãos. Mas, como em todo sonho, acreditaram que podiam ficar nele, sem manter um pé na realidade. Foram intoxicados, inebriados pelo sucesso no poder, algo proverbialmente sempre tão passageiro. Não, vocês não pensaram nisso. Seguiram o fácil, seguiram gastando. Deixaram que as alas radicais do partido impedissem que o pé voltasse ao chão. E vocês, que tinham a responsabilidade da gestão pública, perderam o pé.

Com essa administração ruinosa de qualquer ponto de vista, seja ético, administrativo, político e econômico, surgiu uma brecha escandalosa para a volta do velho, agora travestido com a roupa missionária do salvador da pátria. Os lobos em pele de cordeiro. Mas foram vocês que deixaram isso acontecer.

Isto é o que faz o dia cinzento e triste. Não é só o Brasil que está perdendo. É a própria ideia de que se pode atingir o progresso com promoção social. O que vocês fizeram foi abalar a esperança de um Brasil melhor, sob o governo de uma esquerda responsável, que permitisse manter e assegurar o ganho do mais pobres.

Agora, você sai do Palácio com 11 milhões de desempregados e uma administração ruinosa em todos os sentidos, que nos joga para trás quinze anos na economia e muito mais que isso na História. Teria custado controlar o gasto público? Teria custado passar a mão na caneta para demitir os corruptos por improbidade?

Ao deixar de fazer o que devemos, a tarefa acaba caindo para os outros. Os lobos, que sempre viveram debaixo da sua cama, vão tomar conta do Palácio. Fazem isso não porque têm um projeto para o Brasil, ou se interessam pelo destino do povo brasileiro. Vão assumir para, com o poder, continuar a proteger seus interesses, ainda mais agora, que estão sob a luz das investigações policiais.

Talvez as coisas melhorem, pois até os lobos sabem que em terra arrasada não há comida para ninguém. Porém, sabemos que a riqueza que eles criam é para eles, e não para ser distribuída entre aqueles que trabalham: o povo brasileiro batalhador e sofrido que votou em você e depositou, em você, as suas esperanças.

Eu não posso perder as minhas. Este é meu país, onde estão as pessoas de quem gosto, a família, as raízes. Cresci ouvindo minha mãe cantar o hino nacional e chorar pelos mais pobres, a quem ela, professora primária, procurava dar alguma vida nas escolas da periferia de São Paulo, pelo ponto de partida: a alfabetização.

Eu não posso desistir, não posso perder a esperança. É preciso reconstruir a esquerda, ou melhor, criar uma nova esquerda, sólida, responsável, sem esses fanáticos que acham que oposição é agitar bandeira vermelha na rua e, em nome de ideias caducas, inspiram somente o caos.

Eu quero uma esquerda sólida, democrática, responsável, que tenha um projeto de poder voltado para a promoção social, de forma efetiva e duradoura. Que tenha compromisso com a responsabilidade fiscal. Com o trato correto do dinheiro público. Que não ceda a pressões espúrias. Que foque seu trabalho  nas verdadeiras funções sociais do Estado, especialmente a promoção do emprego, a moradia, a saúde e a educação.

Eu gostaria de dizer até breve, mas prefiro dizer adeus, porque o que estávamos procurando era outra coisa. Sei que passará muito tempo até termos outra oportunidade como a que foi perdida. Mas, como dizem os chineses, para cumprir uma longa jornada, é preciso dar novamente o primeiro passo. E, provavelmente, atravessar alguns pântanos. De novo.

Leia também:
Carta aberta a Lula

Carta aberta a Temer



9 comentários:

  1. Perfeito Thales, era a esperança de todos e puseram a perder, custará muitos anos de reconstrução para nos aproximarmos novamente da situação malbaratada, Mas a esperança é imorredoura e vamos confiar agora que estamos reiniciando a caminhada para termos um governo que um dia, quem sabe quando, que atenda o povo dirigido pelos ditames morais e cristãos

    ResponderExcluir
  2. Adorei! O que me alenta é saber que nem o Temer e seu partido, nem o Aécio e seu partido, vão ficar no comando do País, todos eles estão envolvidos na sujeira e logo vai aparecer, pois a mentira tem perna curta e a Justiça tarda mais não falha, acredito piamente na Lei do Retorno, ela é implacável, portanto, digo também aos brasileiros que sempre acham que estão levando vantagem, o que voce faz de ruim aqui, recebe dois passos lá na frente e em dobro. Essa estória de valores invertidos, vai passar, como tudo na vida passa. Esse jeito de governar brasileiro tambem vai passar. Tenho certeza que em breve teremos um País com a Educação que precisa, com a Saúde que merece, com a Segurança bem estruturada, para que o Brasil venha a ser o coração do mundo, pois essa é a sua missão.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns é o que eu queria dizer é o que penso

    ResponderExcluir
  4. Gostei desta frase: "Talvez as coisas melhorem, pois até os lobos sabem que em terra arrasada não há comida para ninguém". Preciso me agarrar nessa esperança. E acho que os brasileiros estão tirando duras lições dessa situação.

    ResponderExcluir
  5. José Carlos14/5/16 9:31 AM

    Falaciosa Carta aberta a Dilma Rousseff
    Seria uma ótima carta se não fosse com segundas intenções. Não corresponde a ninguém mais do que um daqueles que usou r usa o sistema atual da mídia. Trabalha na Editora Abril. Logo devo ter um pé atrás. O texto é quase cativante se não fosse eivado de vícios de consentimento. Vejamos:
    " O dia amanheceu frio e cinzento em São Paulo " eu diria sombrio...
    Na verdade não esta triste por conta da decepção. Isto é retórica. Porque sequer votou no Lula e muito menos na Dilma. Certamente foi um dos que soltou rojões.
    Fala de uma esperança de um salvador.. De um Cristo e uma Virgem Maria ( Lula e Dilma). Logo, nunca teve esperança. A não ser que seja un jornalista desinformado. Um milagre e a corrupção acabaria e mais outro milagre e melhoria da qualidade de vida dos mais pobres, sem tirar um centavo dos mais ricos.
    Os migres continuariam a acontecer, pois o PT não poderia errar... Santa ingenuidade. Deve acreditar em papai noel até hoje...
    E erraram e instituíram a corrupção...
    Na Petrobras e o BNDES continuam ser o que eram...
    Dos ganhos sociais, diz que foram todos perdidos. Estudou na USP e trabalha na Abril. Nunca precisou de verdadeira ajuda, como o projeto de universidades para os verdadeiros pobres e muito menos dependeu, um dia sequer, de receber os míseros e SUPER Valorizado Salario Mínimo pelo governo do PT. Quando é que subiu mais que a inflação... Só nos governos do PT.

    Não se trata de defender o PT, mas nunca tiveram o sonho nas mãos. Desde os anos 90 o Lula já dizia que no congresso havia mais de trezentos picaretas. Hoje já sabemos e temos certeza que ultrapassa os 450. Fácil governar? Mas diz que foi os PT e não a própria mídia do qual o autor do texto faz parte, que aceitou a troca do poder. Hoje temos um presidente investigado diretamente e oito ministros também citados na lava-jato.
    Isto sim é o que faz o dia cinzento, triste e sombrio..., se houve um pouquinho de distribuição de riqueza, vemos pobre fazendo faculdades e não passando fome. Hoje não precisamos fazer SOS Nordeste.... Talvez o autor nunca passou fome. Não sabe o que é isto.. chorar pelos mais pobres, não é chorar entre os pobres.
    Quer reconstruir a Esquerda e servir à Direita??? Lhe incomoda os fanáticos de bandeira vermelha. Talvez não esteja ainda acostumado com pobres e DEMOCRACIA. Texto com palavras bonitas e preconceituosas. Vícios e mais vícios.
    Quer uma esquerda nova e perfeita. Mas o que faz em prol? Qual passo deu para cumprir uma longa jornada, em defesa da democracia e dos mais necessitados. Como falar em pântanos se nunca pulou um poça d'água???
    Mais parece um lobo "coxinha" vestido em pele de cordeiro.
    Eu que comprava a estrela do PT e perdi meu emprego por usa-la, posso estar decepcionado com o PT. Eu voltei nele e enquanto não surgir nada melhor, nele continuarei a votar e também a questionar.
    Tenho defendido a Democracia e entendo que há um Golpe Politico, com apoio da Mídia (editora abril / globo etc.) e dos detentores do poder (Judiciário e Ministério Público seletivo) Oligarquia Politica e Oligarquia empresarial.
    As verdades fi Brasil:
    Vivemos num pais onde o Juiz Moro ganha R$ 80 mil/mês ou $ 22,8. Um juiz dos EUA ganha $ 10,5 mil. Parece que possuímos mais do que dobro de riqueza dos Yankee...
    Proporcionalmente eles ganham em media 7 salários mínimos nacional enquanto que o Moro ganha 90 salários mínimos nacional.
    A media de juízes Brasileiro é 45 S.M. ISTO É DESIGUALDADE SOCIAL.
    O programa bolsa família nos EUA é 7 vezes mais do que a do Brasil. Porque tanto reclamam por aqui???
    O Brasil e a Democracia perde com a saída da Dilma, pois hoje temos um Presidente e Oito Ministros citados na seleta Lava-Jato.
    No poder... Só tem homens... Só tem brancos... Só tem ricos e poderosos... E mais...
    O investigado e condenado atual ministro que cuidará do BNDS é o Pastor Marcos Pereira.
    O atual Ministro da Justiça é ex Advogado do PCC...
    E assim por diante...
    VAMOS SOLTAR MAID FOGOS....

    ResponderExcluir
  6. Excelente texto e reflexões....fala por alguns milhares de brasileiros !

    ResponderExcluir
  7. Eu democraticamente publico aqui também os comentários falaciosos. Eles falam sobre si mesmos. Meu único comentário é que há muito tempo, e como muitos, já não sou funcionário da Editora Abril, da qual conservo de outras eras uma estrelinha de prata.

    ResponderExcluir
  8. Digo arvorezinha, um dia descubro como desliga esse corretor

    ResponderExcluir
  9. Marcius Abreu27/5/16 7:24 AM

    Não posso deixar de lembrar de George Orwell ( 1984 - O zero é o infinito, entre outros que li ), parece que vejo uma edição de "Animal Farm" ( A revolução dos bichos em português ), " O cavalo velho Napoleão, que já não era útil foi entregue a fábrica de sabão " ..... "Os porcos, agora no comando, faziam ruidosas festas e já era difícil distinguir quem era porco quem era homem ..." ... dos dez mandamentos dos animais sobrou apenas um " TODOS ANIMAIS SÃO IGUAIS, MAS ALGUNS SÃO MAIS IGUAIS QUE OUTROS".... O velho e bom Marx estava certo a história se repete... sempre.

    ResponderExcluir